Caminhões Mercedes Benz no Brasil investe toneladas de dólares

By Cristián Peters Quiroga22 March 2021

Os alemães têm uma pasta nutrida de projetos para desenvolver daqui a 2025. Entre modernização de fábricas e outros investimentos, esperam-se novidades.

Camión Mercedes

Caminhões Mercedes Benz irá investir cerca de U$400 milhões em projetos de modernização de diferentes tamanhos, daqui a 2025. Os alemães consideram o Brasil um dos maiores mercados na área de caminhões.

Karl Deppen, presidente da Mercedes Benz do Brasil e CEO para a América Latina disse que parte dos investimentos estão sendo focados na redução das emissões de CO2, “as empresas precisam estabilidade para planificar a longo prazo”. O CEO da marca, também mostrou preocupação pela falta de matérias primas e a debilidade do real frente ao dólar. “Estas condições põe significativamente em risco a competitividade da indústria nacional. Isso leva, por tanto, aos investidores a serem mais cautelosos com o Brasil”, sentenciou.

Mesmo assim, se está trabalhando desde 2018 e há várias obras importantes que concluem no próximo ano. Entre os investimentos, destacam a modernização da planta de São Bernardo do Campo, em São Paulo, além de linhas de cabines 4.0. Só o desenvolvimento da nova família de caminhões extrapesados Novo Actros foi parte da metade do investimento, ou seja, quase US$200 milhões.

O foco também estará na modernização das linhas de embreagem; motores e eixos; além de certas inovações ligadas à conectividade. Em aliança com a Bosch, a empresa está preparando um projeto para a construção de um centro de provas de veículos pesados em Iracemápolis, no interior de São Paulo.

REVISTA
BOLETIM
Entregue diretamente na sua caixa de entrada, o Informativo Semanal da Construção traz a seleção das últimas notícias, lançamentos de produtos, reportagens e muito mais informações sobre o setor de infraestrutura na América Latina e no mundo.
Reportagens
Um ponto fora da curva…
O Brasil, na contramão de muitos países que se viram seriamente afetados pela crise sanitária mundial, se estabelece dia após dia como potência econômica no que tange a indústria e tal propensão se fortalece com o número de obras que se difundem por todo território nacional.
Energia do futuro
Como grupos geradores e sistemas de armazenamento baseados em bateria podem substituir a energia a diesel.
Construção centro-americana
A pandemia e economias fortemente dependentes tornam a recuperação desta região mais complexa.
CONECTAR-SE COM A EQUIPE
Cristian Peters
Cristián Peters Editor Tel: +56 977987493 E-mail: cristián.peters@khl.com
Wil Holloway Gerente de vendasr Tel: +1 312 9292563 E-mail: wil.holloway@khl.com
CONECTAR-SE COM A MÍDIA SOCIAL