Bogotá busca fórmulas para financiar metrô

By Milena Jiménez30 October 2014

metro bogota

metro bogota

A construção do esperado metrô da cidade de Bogotá tem dificuldades. O projeto, para o qual em um início contemplou-se investimentos de US$3,5 bilhões, já está em de mais de US$ 7 bilhões. O custo elevado fez com que as autoridades nacionais e regionais buscassem alternativas de financiamento.

O prefeito da cidade, Gustavo Petro, afirmou que “o metrô de Bogotá é financiável”, e ante o Senado propôs algumas opções. Na Colômbia, por lei, o Governo Nacional pode financiar até 70% dos projetos de transporte massivo. O prefeito pretende por tanto, que só 30% dos recursos provenham da própria cidade.

Petro sugeriu que os custos sejam divididos em três partes: túnel subterrâneo (o metrô não terá trecho em superfície) com custos de US$3,6 bilhões, estações, no valor de US$2,5 bilhões, e finalmente o material rodante, com investimento de US$1,35 bilhão.

Para diminuir os custos do investimento, o prefeito propôs que parte dos recursos provenham dos proprietários de automóveis, através de dinheiros pagos por estacionamentos e impostos de combustível. Também sugeriu que parte do valor da futura passagem seja destinado ao financiamento das obras de construção. Por último, Petro assinalou que é possível a obtenção de recursos através dos ganhos de capital dos terrenos próximos ao projeto e pela própria exploração comercial das estações.

Apoio

O Governo Nacional manifestou seu apoio ao projeto, no entanto só em janeiro será comunicado oficialmente o plano de financiamento e a colaboração do Estado.

Maria Constanza García, secretaria de Transportes, assegurou que “o Governo Nacional confirmou seu apoio ao projeto Metrô e sua disposição para executá-lo. Vem agora uma grande etapa que é a da estruturação financeira, então o seguinte passo é definir as fontes de financiamento e a viabilidade”. E agregou que “esperamos que quando os estudos sejam validados, nos sentemos com o Banco Mundial”.

O metrô de Bogotá contará com 28 estações e 40 trens num percorrido de 26,5 quilômetros. Estima-se que sua construção vai demorar cinco anos, razão pela qual se espera que o sistema entre em funcionamento a partir de 2021.

REVISTA
BOLETIM
Entregue diretamente na sua caixa de entrada, o Informativo Semanal da Construção traz a seleção das últimas notícias, lançamentos de produtos, reportagens e muito mais informações sobre o setor de infraestrutura na América Latina e no mundo.
Reportagens
América Latina em maturidade de estradas
Revisão de alguns dos principais projetos de construção de estradas da região, que envolveriam investimentos de mais de US$ 18 bilhões.
Principais locadoras da América Latina
Uma nova versão do Latam Rental 45 mostra que 2020 foi um ano complexo, mas a indústria foi resiliente
Off Highway Research: 2021 terá vendas recordes de equipamentos
Apesar da pandemia, as vendas globais de equipamentos de construção atingirão um recorde este ano...se a indústria puder acompanhar a demanda.
CONECTAR-SE COM A EQUIPE
Cristian Peters
Cristián Peters Editor Tel: +56 977987493 E-mail: cristián.peters@khl.com
Wil Holloway Gerente de vendasr Tel: +1 312 9292563 E-mail: wil.holloway@khl.com
CONECTAR-SE COM A MÍDIA SOCIAL