Bancos colombianos vão entrar no 4G

By Fausto Oliveira01 June 2015

Os principais bancos privados da Colômbia informaram nos últimos dias que vão aportar capital nos financiamentos dos projetos da quarta geração de concessões rodoviárias, o programa de construção de estradas colombiano conhecido como 4G.

Os bancos Bancolombia e Grupo Aval, os dois maiores do país, divulgaram que têm à disposição dos projetos rodoviários cerca de US$ 4,7 bilhões cada um.

Enquanto isso, de acordo com a entidade pública de fomento Financiera del Desarrollo Nacional, há nove empresas financeiras, entre nacionais e estrangeiras, dispostas a competir por empréstimos necessários aos projetos de estradas previstos no programa.

O plano de concessões rodoviárias da Colômbia prevê o investimento de US$ 25 bilhões (embora o valor possa ser maior), nos 40 projetos. O sistema bancário privado colombiano, de acordo com estimativas, deverá contribuir com 30% deste montante. Os concessionários colocariam 20% e fundos privados de investimento contribuiriam com 16%.

O investimento dos bancos estrangeiros pode chegar a 26% do total necessário para o programa, mas isso depende de fatores que fogem da influência exclusiva do cenário econômico da Colômbia. O esquema também prevê emissão de títulos de dívida de infraestrutura pelo Estado.

A primeira leva de projetos está totalmente licitada, enquanto a segunda leva já começou e está em processo de licitação durante o primeiro semestre.

REVISTA
BOLETIM
Entregue diretamente na sua caixa de entrada, o Informativo Semanal da Construção traz a seleção das últimas notícias, lançamentos de produtos, reportagens e muito mais informações sobre o setor de infraestrutura na América Latina e no mundo.
Reportagens
Um ponto fora da curva…
O Brasil, na contramão de muitos países que se viram seriamente afetados pela crise sanitária mundial, se estabelece dia após dia como potência econômica no que tange a indústria e tal propensão se fortalece com o número de obras que se difundem por todo território nacional.
Energia do futuro
Como grupos geradores e sistemas de armazenamento baseados em bateria podem substituir a energia a diesel.
Construção centro-americana
A pandemia e economias fortemente dependentes tornam a recuperação desta região mais complexa.
CONECTAR-SE COM A EQUIPE
Cristian Peters
Cristián Peters Editor Tel: +56 977987493 E-mail: cristián.peters@khl.com
Wil Holloway Gerente de vendasr Tel: +1 312 9292563 E-mail: wil.holloway@khl.com
CONECTAR-SE COM A MÍDIA SOCIAL