Autoridades e balseiros retomam diálogo na Bolívia para a construção da ponte no lago Titicaca

31 May 2013

Balseros - Estrecho Tiquina, Titicaca

Balseros - Estrecho Tiquina, Titicaca

Depois de que, em dias anteriores, um grupo de balseiros começasse uma manifestação por estar em contra da construção de uma ponte no famoso estreito de Tiquina, no lago Titicaca, as autoridades vem novamente uma luz no final do túnel após a aceitação da retomada do diálogo.

Os trabalhadores pretendem anular o projeto, mas o governador de La Paz, César Coroico, convocou os balseiros para discutir o assunto.

O projeto do governo de La Paz prevê a construção da ponte de aproximadamente 800 metros de comprimento a um custo de mais de US$50 milhões, que unirá os dois extremos do estreito, cujo cruzamento atualmente é feito obrigatoriamente por botes, lanchas ou patanas (embarcação típica local). Mais de mil personas se dedicam atualmente a essa tarefa.

O governo ofereceu alternativas de trabalho, mas os balseiros rejeitaram as opções. Apesar de que garantem que estarão abertos ao diálogo, os trabalhadores ameaçam bloquear a passagem por um tempo indefinido caso não seja suspendido o projeto.

Entre março e abril, esses trabalhadores bloquearam o estreito durante 18 dias, o que significou perdas milionárias por Copacabana ser um dos principais centros de afluência turística na Bolívia.

CONECTAR-SE COM A EQUIPE
Cristian Peters
Cristián Peters Editor Tel: +56 977987493 E-mail: cristiá[email protected]
CONECTAR-SE COM A MÍDIA SOCIAL