As dez cidades mais caras para a construção

By Andy Brown07 April 2022

As cidades mais caras do mundo para construir foram reveladas, com a Europa e a América do Norte ocupando os cinco primeiros lugares e compondo a maioria dos dez primeiros.

Nova York ocupa o quarto lugar.

De acordo com o último relatório International Construction Costs (ICC), publicado pela Arcadis, Londres foi classificada como a cidade mais cara do mundo, seguida por Genebra na Suíça e Oslo na Noruega. Nova Iorque, nos Estados Unidos, ficou em quarto lugar, com Copenhague, Dinamarca, completando os cinco primeiros.

As cinco cidades mais baratas estão na Ásia, Índia e África. Kuala Lumpur, na Malásia, foi a cidade mais barata de se construir, seguida por Delhi e Mumbai, na Índia. As quarta e quinta cidades mais baratas para construir foram Ho Chi Minh City na China e Johannesburg na África do Sul.

Devido a uma combinação de fatores de custo, incluindo custos crescentes de energia, escassez de material e disponibilidade de mão de obra, juntamente com a alta demanda específica do setor, particularmente residencial e industrial, os mercados norte-americanos e muitas cidades européias viram aumentos de custo de dois dígitos. Como resultado, as cidades americanas subiram significativamente na classificação. Esta tendência ascendente também foi ajudada por uma apreciação média de 5% do dólar americano em relação à maioria das moedas. Cidades no Reino Unido e na Alemanha também subiram no índice.

Em toda a Ásia, o quadro tem sido misto, com os custos permanecendo em grande parte estáveis. Uma exceção é Cingapura, onde as dificuldades de acesso à mão-de-obra provocaram altos níveis de inflação. Na Austrália e no Oriente Médio, os níveis de demanda não atenderam completamente às expectativas, levando a um mercado mais competitivo e a uma maior parcela dos custos sendo absorvida pela cadeia de fornecimento. Isto resultou em lugares como Melbourne e Sydney caindo em até dez lugares no ranking.

“A construção mostrou-se extremamente robusta no último ano na adaptação às circunstâncias mais desafiadoras. O fornecimento sustentado de habitação e infra-estrutura, melhor utilização de dados e maior investimento em soluções tecnológicas, tais como métodos modernos de construção, podem melhorar a eficiência e ajudar a alcançar o zero líquido”, disse Andy Beard, diretor global de gestão comercial e de custos da Arcadis.

O Índice Arcadis ICC 2022 cobre 100 das principais cidades do mundo em seis continentes. A comparação de custos foi desenvolvida cobrindo vinte funções de construção, com base em um levantamento dos custos de construção, revisão das condições de mercado e o julgamento profissional de sua equipe global de especialistas.

10 cidades mais caras

Londres

Genebra

Oslo

Cidade de Nova Iorque

Copenhague

São Francisco

Zurique

Munique

Hong Kong

Macau

10 cidades menos caras

Kuala Lumpur

Delhi

Mumbai

Cidade de Ho Chi Minh

Johannesburg

Nairobi

Wuhan

Jacarta

Chengdu

Cantão

REVISTA
BOLETIM
Entregue diretamente na sua caixa de entrada, o Informativo Semanal da Construção traz a seleção das últimas notícias, lançamentos de produtos, reportagens e muito mais informações sobre o setor de infraestrutura na América Latina e no mundo.
Reportagens
As 50 principais
Um crescimento substancial nunca antes visto foi notado pelas principais empresas de construção da América Latina
Os 200 principais
Lista exclusiva da International Construction dos 200 maiores empreiteiros do mundo por vendas revela que a indústria parece ter colocado o impacto da pandemia no passado
A evolução do manipulador telescópico da Skyjack
Skyjack produz uma linha completa de telehandlers com sete modelos
CONECTAR-SE COM A EQUIPE
Cristian Peters
Cristián Peters Editor Tel: +56 977987493 E-mail: cristián.peters@khl.com
Wil Holloway Gerente de vendasr Tel: +1 312 9292563 E-mail: wil.holloway@khl.com
CONECTAR-SE COM A MÍDIA SOCIAL