ANI é a melhor agência de PPP do mundo em 2014

04 November 2014

ANI colombia logo

ANI colombia logo

A Agência Nacional de Infraestrutura da Colômbia (ANI) recebeu o prêmio P3 Bulletin como a melhor agência governamental de parcerias público-privadas do mundo em 2014. O reconhecimento foi outorgado pela publicação britânica que tem o mesmo nome do prêmio.

A ANI obteve o primeiro lugar entre todas as agências de projetos público-privados do mundo devido ao programa de concessões rodoviárias 4G. Em cerimônia realizada em Nova York, a revista P3 destacou a agência colombiana como a promotora “do programa mais ambicioso que vai transformar a infraestrutura do país”.

A agência colombiana superou entidades de peso internacional que também promovem iniciativas público-privadas em infraestrutura, como a Agência Nacional de Transportes Terrestres do Brasil e a canadense PPP Canada, que ficou em segundo lugar.

A quarta geração de concessões rodoviárias, conhecida como 4G, está avançando na Colômbia e sua primeira onda de licitações está quase terminada. O programa prevê o investimento público-privado de US$ 25 bilhões para mudar radicalmente o contexto das rodovias do país através de 40 megaprojetos de autopistas.

Em seus três anos de funcionamento, a ANI desenhou o programa 4G enquanto acionou outras concessões, não apenas em matéria de rodovias, mas também de portos, aeroportos e ferrovias.

“Para nós, é motivo de grande orgulho ter sido reconhecidos por este prêmio. A Colômbia merece uma infraestrutura que a leve a níveis mais altos de produtividade e competividade”, disse em seu discurso o presidente da ANI, Luis Fernando Andrade.

Primeira onda

A última licitação da primeira onda de concessões do programa 4G recebeu nos últimos dias as propostas econômicas de três consórcios. Se trata do projeto Mulaló – Loboguerrero, via de 32 quilômetros que está orçada em cerca de US$ 570 milhões.

Participam do processo os seguintes consórcios: Strabag AG (Áustria) e Concay (Colômbia); Vinci (França) Conconcreto (Colômbia) CASS Constructores (Colômbia) e Carlos Alberto Solarte (Colômbia); Episol (Colômbia) e Iridium (Espanha).

A rodovia prevê a construção de nove túneis totalizando uma extensão de 12,2 quilômetros. Além disso, cerca de 2,5 quilômetros da Mulaló – Loboguerrero serão em forma de 31 pontes e viadutos.

BOLETIM
Entregue diretamente na sua caixa de entrada, o Informativo Semanal da Construção traz a seleção das últimas notícias, lançamentos de produtos, reportagens e muito mais informações sobre o setor de infraestrutura na América Latina e no mundo.
CONECTAR-SE COM A EQUIPE
Cristian Peters
Cristián Peters Editor Tel: +56 977987493 E-mail: cristiá[email protected]
Simon Kelly Gerente de vendas Tel: 44 (0) 1892 786223 E-mail: [email protected]
CONECTAR-SE COM A MÍDIA SOCIAL