AMMANN: Soluções competitivas e integradas

By Luciana Guimaraes17 January 2023

Com uma linhagem familiar de sucesso, a Ammann se destaca no cenário internacional desde 1869. Hans-Christian Schneider, atual CEO da Ammann, é a sexta geração a administrar a empresa que mantém sua curva de crescimento e notoriedade.

Duas usinas Prime 140 e 210 trabalhando juntas Duas usinas Prime 140 e 210 trabalhando juntas. (Foto: Ammann)

Dada sua incontestável importância, a Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC) aumentou a projeção do crescimento do Produto Interno Bruto da Construção Civil.

Por isso, trata-se de uma cena bastante indistinta, ao cruzar avenidas e estradas, observarmos muitos homens trabalhando. Uma outra olhada, mais detalhista, distinguirá que muitos desses operários estão em equipamentos Ammann. A empresa, fornecedora mundial de usinas de mistura asfáltica, centrais de mistura de concreto, máquinas e serviços para a indústria da construção viária, com um progressivo ciclo de negócios em andamento, se mantém em ritmo acelerado e projeta ainda mais elevação nos próximos anos.

Coordenador de Vendas e Marketing na Ammann Group, Marcelo Ritter, conversa com a CLA sobre análise de potencial, estratégia e mudanças no mercado.

1-Nossas estradas e rodovias, infelizmente, estão aquém do desejado em grande parte do país. Muitas, primordiais para o país continuar crescendo, se encontram em estado de precariedade em que precisam de constantes os reparos e recapeamentos. Viu-se, diante disso, uma mudança no perfil do setor?

A matriz de transporte brasileira está calcada nas rodovias, sendo responsável por aproximadamente 61% da movimentação de mercadorias e 95% de passageiros. A infraestrutura viária paga e produz muita riqueza para o país, sendo essencial para o desenvolvimento econômico.

Atualmente, de um total de 1.720.700 km de rodovias, isso faz do país o dono da 4ª maior malha rodoviária do mundo. Mas por outro lado são apenas 12,4%, de rodovias pavimentadas e 78,6% são de rodovias não pavimentadas. Dentre as rodovias pavimentadas, 30,6% são federais e 69,4% são estaduais. Nos últimos dez anos, a malha rodoviária federal pavimentada teve um crescimento de 6,7%.

A Ammann está presente na indústria de construção viária desde 1869, muito antes do advento do asfalto reciclado, sempre buscando a compreensão dos seus negócios de seus clientes e buscando o desenvolvimento de usinas que forneçam soluções reais para todos os tipos de demandas.

A inovação é parte intrínseca na sua história. As dezenas de patentes que a empresa assegurou em seus mais de 150 anos de existência comprovam esse ponto. A busca pela inovação já estava em andamento em 1908, quando a Ammann recebeu uma patente para uma máquina de macadame - essencialmente uma combinação de uma usina de mistura de asfalto. A máquina usava o que era uma tecnologia revolucionária na época para eliminar um perigo emergente à saúde - a poeira expelida pelos automóveis.

E com o olhar no desenvolvimento do setor e das demandas dos clientes o foco da Ammann as melhorias tecnológicas têm um impacto substancial sobre o negócio. Isso significa que a tecnologia deve gerar eficiências que ajudem na lucratividade da sua empresa, solucionando problemas e gerando aumento da produtividade, através da entrega de produtos com qualidade superior, seja por redução de emissões, ou economia de combustível. Essa tecnologia também deve usar, ferramentas intuitivas de fácil utilização que ajudem os operadores a alavancarem o investimento realizado.

Para tanto até hoje, todos os principais componentes são projetados e fabricados internamente para criar um encaixe perfeito e, finalmente, oferecer qualidade, eficiência e durabilidade. Esta abordagem também significa um único ponto de contato para virtualmente todas as necessidades dos equipamentos Ammann.

A Prime 140 é o modelo de alta mobilidade da série Ammann de usinas de asfalto contínuas que A Prime 140 é o modelo de alta mobilidade da série Ammann. (Foto: Ammann)

2- Qual é a tendência atual da demanda por mistura asfáltica na América Latina? Quais são os principais motores da procura por mistura asfáltica?

Atualmente, essas soluções envolvem cada vez mais sustentabilidade para proteger nosso planeta e seus recursos para as gerações futuras. As usinas de asfalto Ammann utilizam a tecnologia para permitir a produção com porcentagens extremamente altas de materiais reciclados.

As usinas de asfalto da Ammann, são especialmente desenvolvidas e projetadas para oferecer soluções de reciclagem personalizadas a sua necessidade. A moderna tecnologia das usinas garante excelente qualidade em misturas asfálticas com o uso de asfalto reciclado (RAP). Quando falamos em qualidade também tem a ver com consistência, estabilidade, otimizando o tempo e a produção contínua como forma de priorizar o custo-benefício.

O uso de asfalto reciclado, ou reciclagem, tornou-se uma necessidade absoluta. No mundo de hoje, essas soluções envolvem cada vez mais sustentabilidade para proteger e preservar os recursos naturais para as gerações futuras. Entendemos que não se trata apenas de redução (significativa) dos custos de produção devido à redução dos custos do asfalto e dos minerais, mas o processo de reciclagem minimiza a queima de combustível, reduz drasticamente os níveis de emissão de CO2 e outros poluentes, assim como evita o descarte na natureza de materiais até então seriam considerados como entulho.

Outro sistema que se destaca em prol da sustentabilidade é a produção de asfalto a baixa temperatura. A Ammann está convencida sobre o uso de misturas a baixas temperaturas e o seu futuro. Em cooperação com os clientes e laboratórios, desenvolvemos o Ammann Foam System (sistema de asfalto espumado Ammann). Com base no efeito da espuma com água, nosso sistema de asfalto espumado trabalha em usinas contínuas e em usinas gravimétricas por todo o mundo. O Ammann Foam opera sem adicionais químicos e pode ser ajustado para qualquer usina existente.

A instalação de asfalto espumado permite a expansão do portfólio produtivo da sua usina. Os sistemas de asfalto espumado da Ammann permitem que sua aplicação na construção de faixas de rodagem que permita ter vários graus de resistência, assim como os asfaltos com polímeros. Por exemplo, mesmo camadas frias de base podem ser produzidas com 100 % de materiais recicláveis. Isto significa que a utilização de asfalto espumado complementa de maneira ideal a adição de reciclado no misturador.

3- Como você vê a tendência que se apresenta por usinas de asfalto? Que tipo e capacidade estão em alta?

Novamente a vanguarda da empresa é em relação à inovação já miramos horizontes ainda mais desafiadores para os dias atuais. Futuras introduções de outros tipos de materiais recicláveis, sejam eles substitutos para enchimento, aglutinante ou agregado já fazem parte do cotidiano de estudos da Ammann nos seus centros de pesquisa ao redor do mundo. O sistema de incorporação de reciclado a frio (RAC) comporta capacidades de 15% a 40%, sendo que o material é cuidadosamente dosado e incorporado diretamente no misturador. Esta é uma tendência a nível Brasil, o que já de uso em larga escala na Europa e outros centros mundiais, com percentuais que chegam a 100% de material reciclado.

A unidade Brasileira da Ammann, A Ammann do Brasil, desde 2011, com a produção de mais de 300 usinas de asfalto de alta performance, nos modelos ACM 100 Prime, ACM 140 Prime e ACM 210 Prime, no conceito de produção contínua com produção respectivamente de 100 t/h, 140 t/h e 210 t/h e os modelos ABC 140 Solid Batch e ABC 180 Solid Batch, no conceito de produção por batelada (gravimétrica) com produção respectivamente de 140 t/h e 180 t/h. Imagina se você pudesse estimar quantos milhões de toneladas de asfalto de qualidade diferenciada foram produzidas neste tempo? Sendo bem sinceros com você, nós fizemos esta estimativa! Estimamos que o Brasil já produziu mais de 20 milhões de toneladas de asfalto em nossas usinas de asfalto.

4- Etapas como espessura do concreto betuminoso usinado a quente (CBUQ), assim como o nivelamento das camadas e um resultado satisfatório, vão de encontro à uma boa pavimentadora. Como escolher o modelo certo?

As pavimentadoras de asfalto Ammann, possui uma ampla gama de modelos, ao todo 17 modelos com capacidade de produção de 35 a 1.100 t/h e largura de pavimentação de 800 mm à 14 metros, são equipamentos desenvolvidos para cada necessidade especifica, cidade, estrada ou rodovias.

Una planta ABC Solid Batch. (Foto: Ammann)

5- Prejuízo financeiro, atrasos e embaraço na qualidade da obra acontecem porque muitas companhias investem milhões em maquinários para a execução das obras, mas continuam cometendo falhas na hora de selecionar e treinar os operadores. Como evitar esses erros?

Uma das formas de que a Ammann oferece para desenvolver a equipe de operadores, a fim de minimizar e evitar os prejuízos em relação a capacitação dos operadores é realizando o treinamento técnico operacional.

Essa estratégia é usada para melhorar o desempenho de tarefas já realizadas pelos colaboradores, desenvolver novas habilidades ou competências e manter o interesse e o prazer dos funcionários em desempenhar as tarefas da função.

O treinamento da equipe operacional trata-se de uma capacitação que inclui aulas teóricas e práticas, para que os operadores possam realizar suas tarefas da melhor forma possível e com o objetivo de tornar as tarefas do dia a dia mais bem executadas.

Portanto, antes de iniciar o treinamento na prática realizamos uma análise para entender quais são as necessidades da equipe operacional, porque estamos lidando com pessoas, e, portanto, com diferentes níveis de experiência e com aprendizado em ritmo diferente desta forma ajudando assim a direcionar melhor maneira de transmitir os temas e conteúdos a serem tratados.

E como fazemos isto? Escutando a equipe de operadores sobre o que eles têm a dizer, quais são as dúvidas e dificuldades sempre levando em consideração que são eles que estão na linha de frente no dia a dia. Desta forma sabemos bem qual ou quais problemas devem ser resolvidos pelo treinamento e é parte fundamental para trabalhar objetivamente e alcançar os objetivos traçados.

Sempre com conceito de que um bom treinamento de equipe operacional deve ser claro, direto e de fácil acesso. Visando a melhora do desempenho dos operadores individualmente, mas também da equipe como um todo.

E por esse motivo o treinamento técnico operacional não termina com o encerramento da capacitação.

A Ammann ainda conta com um time de especialistas que estão preparados para atender os clientes em situações de emergência 24 horas por dia, 7 dias por semana. A equipe de atendimento remoto é altamente treinada e experiente. Os atendentes podem orientá-los sobre suas necessidades – em vários idiomas – através de uma conexão remota ao seu sistema da usina de asfalto, que minimizará o tempo para a solução do(s) problema(s).

6- A Ammann oferece usinas modernas onde todos os processos são feitos de formaautomatizada e com altíssima eficiência. Conte-nos um pouco sobre isso...

As usinas de asfalto Ammann são dotadas do queimador suíço especialmente projetado para o processo de secagem e aquecimento, disponível em todas as combinações possíveis de combustível (óleo pesado, diesel, gás natural, gás liquefeito de petróleo, entre outros), parte fundamental, fonte de energia e de alto rendimento garantido o máximo aproveitamento do combustível e baixo nível de contaminação, assim como o mais baixo nível de consumo de combustível por tonelada de asfalto produzida no mercado. Nesse aspecto, o misturador, torna-se ainda mais evidente a vanguarda da Ammann na inovação de seus equipamentos, visto que as usinas de asfalto Ammann utilizam a tecnologia que permite não apenas a produção com porcentagens extremamente altas de materiais reciclados, já alcançamos, e com extremo sucesso, a extraordinária barreira dos 40% em usinas contínuas e até 100% em usinas por batelada.

A efetividade produtiva é controlada pelo sistema de controle as1 da Ammann sendo este vital para a operação da usina, fácil de operar, com interface intuitiva e amigável tornado assim um sistema consagrado, sólido e abrangente. Possui as opções de configurações manual, semiautomática e totalmente automática. É muito fácil de utilizar e também pode ser calibrado manualmente com mais precisão. O as1 EcoView, monitora o consumo de energia e as emissões.

7- Quais são seus últimos produtos e soluções para usinas de asfalto?

A busca por desenvolver tecnologias que agreguem sustentabilidade aos produtos e processos, combinando redução dos impactos ambientais com manutenção do desempenho e ganhos econômicos, faz com que constantemente pela busca de soluções mais dinâmicas e para tanto a mais recente tecnologia lançada foi o PIP (Ponto de Informação da Planta) um aplicativo web que o coloca em contato com a produção da sua usina - a qualquer hora, em qualquer lugar. Destacamos as seguintes funcionalidades deste aplicativo:

  • Solução de dados móveis
  • KPIs da planta (Produção do dia, Temperatura média da mistura, % médio de RAP e % médio de CAP), informações mais recentes da produção
  • Histórico da produção de 7 dias
  • Dados de operação (Status da usina (ligada/desligada), Status do misturador (ligado/desligado), Status do queimador (ligado/desligado), Até 10 valores como temperatura do ar de exaustão, nível do silo de massa, etc., Até 10 sinais digitais, Status de falha de múltiplos elementos.
  • Dados diários de desempenho
  • Protocolos de produção em PDF
  • Atualizável para a Solução Q Plant

8- Discorra sobre as principais características que suas plantas oferecem...

As principais características da usina de asfalto ACM PRIME são:

  • Ultra móvel e com design compacto
  • Excelente desempenho e qualidade de mistura
  • Processos de mistura e aquecimento claramente separados
  • Queimador de grande eficiência
  • Troca da calor com os agregados otimizada em todas as seções do secador
  • Secagem em circuito fechado e com isolamento térmico proporcionando baixo consumo e redução de custos
  • Tempo de mistura ajustável, baseado na fórmula e na capacidade
  • Sistema de filtragem por ar a pressão atmosférica, reduzindo o desgaste das mangas
  • Capacidade de utilizar até 40 % de RAP na mistura

Pronta para receber opcionais como sistema de foam bitumen, sistema de injeção de fibras entre outros.

Outros diferenciais tecnológicos, como as unidades e os sistemas de controle, asfalto de baixa temperatura, consumo energético, desgaste dos materiais e combustíveis alternativos, são alguns benefícios oferecidos ao setor e garantem a máxima produtividade, nas mais diversas situações e lugares. Com isso, compradores do mundo todo podem confiar nesta marca global que tem seu foco no cliente, graças à qualidade, capacidade inovadora e credibilidade.

9- Como o asfalto compete hoje com o concreto?

O pavimento rodoviário se classifica basicamente em dois tipos: rígidos (concreto) e flexível (asfalto).

Pavimentos flexíveis em sua maioria são associados às misturas asfálticas compostas basicamente de agregados e ligantes asfálticos. Na maioria dos países a pavimentação asfáltica é a principal forma de revestimento.

No Brasil, mais de 95% das estradas foram pavimentadas com material asfáltico. São diversas as razões para o uso intensivo do asfalto em pavimentação. O concreto asfáltico proporciona forte união dos agregados, permite flexibilidade controlável, é impermeável, de fácil aplicação e manuseio quando aquecido. Permite amplas combinações com outros materiais, tais como asfalto borracha de pneus moídos, asfalto com polímero, reutilização de material fresado na produção de CBUQ, misturas mornas (WMA), entre outras inúmeras aplicações que trazem grande versatilidade na utilização desta opção. Já o pavimento rígido é associado ao concreto de cimento Portland, sendo um revestimento feito de placas de concreto que podem ser armadas ou não com barras de aço, apoiada geralmente sobre uma sub-base de material granular ou de material estabilizado com cimento. A espessura é fixada em função da resistência à flexão das placas de concreto e das resistências das camadas subjacentes.

As maiores vantagens do pavimento asfáltico são a resistência a deformações, alta aderência dos pneus isso ajuda a evitar derrapagens e reduz o spray causado pelos pneus em dias de chuvas, boa refletividade e segurança, garantindo estradas mais seguras. o asfalto borracha pode ser utilizado no processo de mistura e proporciona uma massa com alto coeficiente de atrito, o que torna as estradas seguras e silenciosas, além de o asfalto ter uma vida útil de aproximadamente 30 anos.

10- Quais os planos da Ammann para a próxima década?

Para a próxima década a Ammann tem em seus planos a expansão do market share, ou seja, tornar-se entrante em mercados dominados pela concorrência e ser referência nos mercados já atuantes, alinhado a este plano estratégico está pelo menos a duplicação da quantidade de usinas de asfalto atuantes na próxima década. E nunca deixando a parte tecnológica de lado e sempre em busca de tornar a usina de asfalto cada vez mais rentável ao cliente.

REVISTA
BOLETIM
Entregue diretamente na sua caixa de entrada, o Informativo Semanal da Construção traz a seleção das últimas notícias, lançamentos de produtos, reportagens e muito mais informações sobre o setor de infraestrutura na América Latina e no mundo.
Reportagens
Por que a medição de tráfego é importante?
Como o fornecedor de infra-estrutura Caltrans leva o monitoramento de tráfego para o próximo nível com as Estatísticas KiTraffic da Kistler
Demolição e reciclagem: Demolição vencedora
O Grupo Mitre ganhou o primeiro lugar na categoria Reciclagem e Meio Ambiente
CONECTAR-SE COM A EQUIPE
Cristian Peters
Cristián Peters Editor Tel: +56 977987493 E-mail: cristián.peters@khl.com
Matt Burk Gerente de vendasr Tel: +1 312 496 3314 E-mail: matt.burk@khl.com
CONECTAR-SE COM A MÍDIA SOCIAL