Altos e baixos

By International Cranes and Specialized Transport19 December 2013

DEC13 CLA Feature ICM20

DEC13 CLA Feature ICM20

O faturamento total das 20 maiores fabricantes de guindastes no mundo é de US$28,5 bilhões, de acordo com o ranking 2013 da revista International Cranes and Specialized Transport, revista irmã da Construção Latino-Americana. Um saudável crescimento de 5% sobre os US$27,1 bilhões registrados em 2012. Mas em lugar de mostrar um retorno generalizado ao crescimento, como no ano passado, o que caracteriza esse ano é uma grande flutuação geográfica.

A Liebherr mantém sua posição no topo da tabela como a maior fabricante de guindastes no mundo, segundo as vendas. O relatório feito em Euros pela companhia, sem considerar as variações cambiais, mostra crescimento de 7% sobre o ano anterior. Mas enquanto a Liebherr continua mais de um bilhão à frente do segundo colocado, a margem de liderança está 15% menor que no ano passado.

Sobressaem esse ano empresas com fortes ligações com os Estados Unidos. O segundo lugar na tabela, que por anos foi da Cargotec, agora é da Terex, que subiu uma posição. Com um crescimento de mais de 10%, a Manitowoc ganhou duas posições e ficou em quinto. A Link-Belt teve um resultado particularmente bom, subindo duas posições no ranking e ficando em 14º lugar, por ter conseguido 30,4% a mais nas vendas (US$119 milhões a mais). A Manitex também subiu duas posições e assim entrou ao ranking na 20ª posição, com um grande crescimento de 45% marcado por vendas ao setor de energia dos EUA.

As top 5 registraram crescimento, enquanto as chinesas XCMG e Zoomlion, respectivamente em 6º e 7º lugares, tiveram menos ganhos que no ano anterior. Vindo em seguida na tabela, a também chinesa ZPMC também cresceu pouco. Ainda que as vendas da Sany tenham caído, a empresa manteve seu 10º lugar.

Pela considerável desaceleração da economia chinesa em 2012, não é surpresa a queda das companhias do país, que têm a maior parte de suas vendas no mercado doméstico. Em número unitário de vendas, as vendas de guindastes móveis na China em 2012 caíram ao redor de 40%. Não foi assim com a fabricante de guindastes marítimos ZPMC, talvez porque muitos de seus guindastes são destinados a portos em todo o mundo.

Nos últimos anos, os fabricantes chineses tiveram a maior proporção do faturamento total registrado no ICm20. Nesse ano, seus US$7,29 bilhões estão cerca de US$500 mil abaixo do que estavam em 2012. Em lugar de ter 29% do faturamento total, agora têm 26%.

O que à primeira vista pode parecer uma anomalia nos top 10 é a presença da Tadano, do Japão. Ocupando o 9º posto por três anos, seus números na tabela são inferiores aos de 2012, o que se explica pela taxa de câmbio que variou de JPY 79 em relação ao dólar americano no ano passado para JPY 99 nada data de redação deste artigo em novembro de 2013. As vendas líquidas, ainda assim, foram 27% maiores, o que significou JPY 24 milhões a mais no faturamento. Parte disso se deveu aos trabalhos de recuperação pós-terremoto. A Hitachi Sumitomo também cresceu, ainda que modestamente, 2,5%, enquanto a Kobelco caiu 5%.

Igualmente poderia parecer uma anomalia, ainda que agora em favor da empresa, o 11º lugar ocupado por Palfinger. Ela subiu impressionantes três posições desde o 14º lugar no ano passado pelo crescimento nas vendas de todo o Grupo em mais de 10%, de € 526 milhões para € 561 milhões. A conversão a dólares americanos com as variações dos últimos 12 meses indica um crescimento ainda maior.

Tendo chegado ao ranking ICm20 no ano passado em 20º lugar, Favelle Favco subiu duas posições para o 18º com um crescimento de 44% no faturamento pelos negócios com o setor de petróleo e gás. Assim, tirou do ranking a Furukawa Unic, que de 20ª passou a 21ª.

Deve-se ter em conta que as porcentagens de mudança relativa ao faturamento estão baseadas em moedas nacionais usadas nos relatórios das empresas, e não têm relação com as mudanças mostradas na tabela, pois a tabela utiliza diferentes taxas de conversão a cada ano, aqueles atuais no momento da edição. As deste ano são: Euro1 = US$1.35; US$1 = JPY 99; US$1 = RMB6.1; US$1 = 3.2 Ringgit malaio.

REVISTA
BOLETIM
Entregue diretamente na sua caixa de entrada, o Informativo Semanal da Construção traz a seleção das últimas notícias, lançamentos de produtos, reportagens e muito mais informações sobre o setor de infraestrutura na América Latina e no mundo.
Reportagens
As 50 maiores construtoras da América Latina - versão 2021
Esta lista apresenta uma queda de 15,2% na receita de 2020 em relação ao CLA50 do ano passado.
Grupo Burger: impulsionando o crescimento
Stacy Burger comenta sobre o crescimento do Grupo Burger e os desafios futuros.
Locar: Solidez e boa gestão
Amilcar Spinetti Filho conversou com a CLA sobre a estabilização do mercado e crescimento futuro.
CONECTAR-SE COM A EQUIPE
Cristian Peters
Cristián Peters Editor Tel: +56 977987493 E-mail: cristián.peters@khl.com
Wil Holloway Gerente de vendasr Tel: +1 312 9292563 E-mail: wil.holloway@khl.com
CONECTAR-SE COM A MÍDIA SOCIAL