ACP garante terminar obra no Canal do Panamá

By Fausto Oliveira03 January 2014

Panama canal

Panama canal

A Autoridade do Canal do Panamá deu garantias à imprensa internacional de que a obra vai ser terminada, apesar do conflito iniciado na primeira semana do ano com o ultimato do consórcio GUPC de paralisar parte da construção se não receber pagamentos adicionais.

Jorge Quijano, presidente da APC, que administra o canal, disse aos jornalistas estrangeiros em seu país que a obra termina, mas não deu data. “Nós nos comprometemos a terminar essa obra. Temos três quartos prontos", disse ele.

A parte do trabalho que está sob conflito é a construção de três novos jogos de eclusas em ambos os lados do canal: apresenta 65% de avanço.

A construtora Sacyr, principal empreiteira do consórcio GUPC, deu até o dia 21 de janeiro para que a ACP lhe pague US$1,6 bilhão a título de “custos adicionais imprevistos”. Se não, promete paralisar as obras das eclusas.

Obviamente, isso abriu um sério conflito no qual estão envolvidos inclusive presidentes e ministros. Do lado panamenho, o presidente Ricardo Martinelli ameaçou ir à Espanha e à Itália (país da Impregilo, outra empreiteira do GUPC) para pedir a seus governos que tomem uma atitude. Do lado espanhol, a ministra Ana Pastor se ofereceu como mediadora do problema.

Enquanto isso, a ACP esclareceu que no pior dos casos o GUPC desiste da obra sem que uma empresa fiduciária assuma o projeto. Ainda assim, as seguradoras teriam que pagar à ACP até US$ 600 milhões.

Com base nisso, Jorge Quijano promete que, se for necessário, empregará recursos da ACP para subcontratar a obra e entrega-la em prazo mais dilatado.

REVISTA
BOLETIM
Entregue diretamente na sua caixa de entrada, o Informativo Semanal da Construção traz a seleção das últimas notícias, lançamentos de produtos, reportagens e muito mais informações sobre o setor de infraestrutura na América Latina e no mundo.
Reportagens
Perspectivas econômicas e de construção para a América Central
Scott Hazelton, da IHS Markits, fornece uma análise profunda da situação atual nos países da América Central.
Escavadeiras: Novas energias
Grandes equipamentos estão procurando maneiras de se tornar mais eficientes, produtivas e com menor impacto sobre o meio ambiente.
Versatilidade de carga
Compactas ou enormes, estas máquinas estão ganhando terreno nos principais locais de terraplenagem ao redor do mundo.
CONECTAR-SE COM A EQUIPE
Cristian Peters
Cristián Peters Editor Tel: +56 977987493 E-mail: cristián.peters@khl.com
Matt Burk Gerente de vendasr Tel: +1 312 496 3314 E-mail: matt.burk@khl.com
CONECTAR-SE COM A MÍDIA SOCIAL