Accessórios: Procurando versatilidade

By Juliana De Andrade17 December 2015

El mercado latinoamericano empezó a utilizar accesorios con cierto, pero fabricantes vienen notando

El mercado latinoamericano empezó a utilizar accesorios con cierto, pero fabricantes vienen notando una evolución en lo que se refiere a oferta y compra en este perfil tecnológico

Os ‘acessórios’ fazem com que máquinas de construção, como as escavadeiras, tornem-se equipamentos mais versáteis e os tipos e variedade de ferramentas disponíveis estão crescendo constantemente.

Pás, baldes de concreto, martelos hidráulicos e unidades de trituração, são somente algumas das quais formam parte de uma grande variedade de ferramentas existentes para satisfazer uma ampla gama de aplicações. Hoje o mercado conta com opções cada vez mais modernas e eficientes que facilitam o trabalho, diminuem o tempo de trabalho e são capazes de reduzir em média 80% dos custos de uma máquina escavadeira convencional.

Menores tempos na execução de tarefas, mais rapidez na entrega da obra e menor demanda de combustíveis são os benefícios que caracterizam o uso desse tipo de acessórios.

O mercado latino-americano começou a utilizar acessórios com certo atraso em comparação a outros mercados como Europa e Ásia, contudo, segundo acredita Marcos Schmidt, gerente de produto da multinacional Atlas Copco, “ na América Latina se vem notando uma evolução no que se refere a oferta e procura deste perfil tecnológico. Porém apesar do avanço, ainda lacunas a ser preenchidas no portfólio de acessórios para escavadeiras. Fenômeno que acontece ainda por razoes culturais e inclusive econômicas, assim ainda não existe um acesso pleno à toda família de máquinas dedicadas às tarefas especificas da construção civil”, sinaliza.

Por sua vez, Francisco Probanza, gerente de vendas para América Latina da alemã Erkat, crê que o mercado de implementos na América do Sul está em constante evolução. “Cada vez mais os clientes finais se dão conta da necessidade de maximizar as potencias de uma escavadeira e o poder de abarcar e realizar mais tarefas com uma mesma ferramenta. A possibilidade de ter uma escavadeira multifuncional para o desempenho de qualquer atividade de construção é o que evita manter recursos ociosos em qualquer parte de um projeto”, diz o executivo.

A verdade é que o mercado latino-americano está cada vez mais aberto a receber acessórios. A MB Crusher, uma empresa internacional que comercializa seus produtos com mais de 150 países, comenta que seus maiores mercados na região são México, Chile e Argentina, e que, ainda que com alguns entraves vêm conseguindo importantes resultados em territórios como Guatemala, Colômbia, Equador e Bolívia.

Outra empresa europeia que observa um mercado promissor para acessórios de escavadeiras na América Latina é a espanhola Xcentric Ripper, que vem atuando na região há cerca de cinco anos e de acordo com seu gerente geral, César Figueroa, segue com resultados positivos.

Economias

A verdade é que adaptar dispositivos específicos para cada tipo de projeto ou maquinário é uma solução cada vez mais interessante. Por essa razão as empresas vêm mostrando sua intenção de abarcar mais cenários com serviços diferenciados no que se refere a design e inovação estando sempre atentos a todo tipo de projeto que o cliente vá executar e oferecendo soluções integrais. A intenção, obviamente, é otimizar os recursos dos clientes, oferecendo acessórios dedicados e que gerem maior produtividade.

A especialista em acessórios para escavadeiras de alto rendimento, Xcentric Ripper, por exemplo, apesar de seus curtos cinco anos de experiência no mercado latino-americano, trouxe seu know how de 25 anos de atuação na Europa e assim conseguiu chegar ao patamar de 1.000 unidades vendidas ao ano, graças a suas implementações únicas, que segundo a própria companhia é capaz de obter rendimentos até cinco vezes superiores aos métodos tradicionais.

Um exemplo são as Xcentric Crusher, cujos modelos XC20 e XC30 também estão disponíveis no mercado latino-americano e oferecem um importante aumento da produção em trituração de rocha e outros materiais, podendo ser uma alternativa versátil às plantas estáticas. Isso é possível graças a uma nova tecnologia (em processo de patente) que aplica um trem de potência de alta inércia, um movimento de mandíbula circular, além da nova e simples placa antiestancamento que faz com que as grandes peças a se triturar não fiquem presas na entrada no balde.

Outro exemplo é o da italiana MB Crusher, que garante que graças ao material HARDOX, utilizado na composição de seus produtos, oferece um design ousado e uma constante evolução capaz de otimizar o tempo e os custos de trituração. Além de contar com um departamento de investigação que estuda as constantes necessidades dos operadores do setor.

Para quem trabalha no setor de movimento de terra em geral, as pás trituradoras também são, sem dúvida, máquinas essenciais. E as razoes são simples: a pá trituradora permite economizar tempo, energia, recursos e pessoal; além disso, traz consigo uma clara redução de custos de toda atividade de eliminação e aprovisionamento, precisamente graças a facilidade de deslocamento e sua utilização no local.

Por outro lado, a pá trituradora tem um impacto muito diferente ao da trituradora fixa ou móvel, sobretudo se utilizada em centros urbanos, quando geralmente fica impossibilitada a utilização de uma trituradora tradicional por conta de suas dimensões que não são permitidas nesse ambiente. Já a pá trituradora, acompanhada da escavadeira, por sua vez, pode ser utilizada em todo tipo de obras em uma cidade, inclusive as situadas em zonas estreitas, assim como em áreas montanhosas ou com elevações, onde a presença de uma trituradora tradicional poderia não ser apta, entre outras coisas, pela dificuldade de transportá-la.

Entretanto, a Xcentric Ripper continua introduzindo rapidamente seus equipamentos no mercado latino-americano. A empresa de Obras Civis Arévalo y Viveros Ltda., empreiteira de duas grandes empresas florestais no sul do Chile constantemente constrói estradas em meio a florestas, nas quais precisa preparar os terrenos e fazer grandes movimentos de terra e rochas. A companhia adquiriu as ferramentas de escavação e demolição XR20 e XR30, duas unidades que permitem o trabalho em rochas sem deteriorar suas escavadeiras, e o mais importar, evitar perfurar e dinamitar, já que as normas ambientais em nível mundial estão a cada dia mais exigentes. Com isso é possível diminuir a emissão de pó e ruído, reduzir os índices de acidentes, melhorar a precisão na separação da rocha e baixar os custos de extração. “Os Xcentric Ripper, são uma grande solução de padrão europeu em face a manipulação de explosivos para nosso trabalho florestal no Chile. Além disso, minimizamos os riscos, algo fundamental na nossa empresa. Eles nos deram mais rendimento produtivo e melhor qualificação no nosso compromisso com o cliente”, apontou Eduardo Arévalo, presidente da companhia.

Demolição

Um fator importante para o crescimento deste mercado na América Latina é uma mudança de mentalidade que está surgindo em torno da aprovação de leis orientadas à reciclagem de resíduos de demolição. A implantação de processos relacionados ao descarte ou reaproveitamento exige a utilização de equipamentos especializados para esse fim, como por exemplo, os pulverizadores hidráulicos, que são capazes de produzir a separação do aço e do concreto armado proveniente da demolição. Neste campo se destaca o comportamento das multi garras hidráulicas na tarefa de seleção de resíduos, otimizando o processo de destino e aproveitamento dos diferentes materiais que provêm da desmontagem de uma edificação.

Nesse sentido se destaca a Atlas Copco, cujo portfólio de produtos conta com importantes equipamentos de demolição, como martelos demolidores, tesouras e pulverizadoras, gama que potencializou ainda mais a empresa depois da aquisição, em 2002, da alemã Krupp Berco Bautechnik, um dos principais fabricantes de equipamentos de demolição hidráulica para os mercados de mineração e construção.

A companhia destaca um recente projeto realizado na Alemanha que envolveu a demolição de uma ponte de concreto armado em apenas uma noite. Além das tesouras de demolição, rompedores e pulverizadores, também se utilizou o imã hidráulico HM 200 para classificar os resíduos de demolição. Os imãs são realmente um êxito em termos tecnológicos para esse tipo de aplicação, eles são a ferramenta mais adequada que existe para a separação de metal e outros resíduos proveniente de uma demolição, o que por sua vez, gera mais lucros graças a reutilização de sucata de aço que tem rápida classificação de reciclagem e é altamente eficiente. Adicionalmente, uma construção livre de metais significa diminuição de danos às escavadeiras.

Muito além da demolição

O ferro é um material extremamente duto, realizar sua fragmentação exige equipamentos de alta capacidade de demolição. Na superação deste desafio a Comprex Compressores, uma empresa de aluguel de maquinário, descobriu um novo mercado com os rompedores hidráulicos de alta potência para a fragmentação do ferro gusa, os HB da Atlas Copco que permitem liberar o material para sua reutilização em 48 horas. Com os rompedores menos o processo pode demorar mais de 15 dias.

A Erkat também encontrou um novo mercado enquanto estudava uma solução para mineradoras brasileiras de extração de arenito. A empresa conseguiu eliminar a dependência do balde para a produção e forma deste tipo de aplicação, que não era o ideal para a manutenção da escavadeira e tampouco para a produção. O arenito é um material não muito fácil de trabalhar, porque, ainda que o grau de compressão não seja muito alto, é extremamente abrasivo e tem alto nível de silício, o que faz com que se diminua a variedade de ferramentas para se trabalhar na sua extração. Assim, a empresa desenvolveu um projeto de acessório que assegura a produção para um tamanho ideal da ferramenta. Assim, não somente se atingiu o nível de produção estimado, mas ele foi amplamente superado.

REVISTA
BOLETIM
Entregue diretamente na sua caixa de entrada, o Informativo Semanal da Construção traz a seleção das últimas notícias, lançamentos de produtos, reportagens e muito mais informações sobre o setor de infraestrutura na América Latina e no mundo.
Reportagens
América Latina em maturidade de estradas
Revisão de alguns dos principais projetos de construção de estradas da região, que envolveriam investimentos de mais de US$ 18 bilhões.
Principais locadoras da América Latina
Uma nova versão do Latam Rental 45 mostra que 2020 foi um ano complexo, mas a indústria foi resiliente
Off Highway Research: 2021 terá vendas recordes de equipamentos
Apesar da pandemia, as vendas globais de equipamentos de construção atingirão um recorde este ano...se a indústria puder acompanhar a demanda.
CONECTAR-SE COM A EQUIPE
Cristian Peters
Cristián Peters Editor Tel: +56 977987493 E-mail: cristián.peters@khl.com
Wil Holloway Gerente de vendasr Tel: +1 312 9292563 E-mail: wil.holloway@khl.com
CONECTAR-SE COM A MÍDIA SOCIAL