A importancia dos aditivos

02 August 2021

Os superplastificantes e hiperplastificantes são bons para a confecção de concretos impermeáveis, que requerem menos água na mistura, reduzindo custos e melhorando a estrutura final.

A construção civil avança, se desenvolve e está sempre em busca de novas tendências que aprimorem e otimizem custos e estruturas. Contra isso e com a ideia de modificar a composição do concreto, surge uma série de aditivos importantes. Qualquer um deles está presente no traço do concreto em proporções em torno de 5%, com o objetivo de modificar algumas propriedades do concreto.

Para isso, a Construcción Latinoamericana fez uma revisão das principais propriedades que alguns aditivos proporcionam e de quem são alguns dos principais fabricantes.

Aditivos para todos os gostos

Profissionais do Instituto Mauá de Tecnologia, localizado em São Paulo, Brasil, afirmam que hoje os aditivos são usados ​​para quase todas as aplicações em concreto.

Alguns modificam o tempo de pega, outros a liquidez da mistura, outros os tornam mais resistentes e outros reduzem a umidade ou introduzem ar. Existem também alguns plastificantes ou superplastificantes que servem para completar estruturas mais complexas.

Relata-se ainda que a vasta gama de aditivos permite de tudo. Entre eles, torná-lo autoadensável para rápida produção de pré-moldados é uma vantagem estrutural que pode aumentar a qualidade e a vida útil do material. Claro, lamenta-se que existam aqueles que, por ignorância ou negligência, não utilizem os aditivos adequados.

Principais vantagens do uso de aditivos para concreto

As vantagens podem ser muitas, mas existem três fatores-chave para a indústria: menor consumo, economia e melhoria estrutural.

Em relação ao menor consumo, aditivos redutores de umidade, por exemplo, melhoram a trabalhabilidade do concreto. Com isso, os componentes do material são reduzidos, baixando o preço do metro cúbico; ao mesmo tempo, melhora o desempenho da mistura. Conforme explica o Instituto Mauá, a resistência mecânica do concreto aumenta, proporcionando uma adaptação à mistura que reduz a quantidade de cimento utilizada. “Com a aplicação de aditivos químicos especiais, é possível reduzir o volume de água de 200 L / m3 para 160 L / m3, sem perda de durabilidade e qualidade do material”, afirma Marcelo Henriques, engenheiro civil e gerente sênior da vendas de produtos químicos na construção da BASF.

A BASF oferece soluções de aditivos de mistura a quente que são muito boas para mover a mistura por longas distâncias, da planta ao local de trabalho.

Os aditivos superplastificantes são capazes de reduzir a quantidade de água em até 40%, enquanto os hiperplastificantes podem reduzir em até 50%, exigindo menos cimento. Existem também plastificantes convencionais, mas eles reduzem a quantidade de água em apenas 8% e têm um limite de dosagem para não prejudicar o início do endurecimento. “Existem também aditivos retardadores de presa, que têm a mesma capacidade de corte com água de um plastificante convencional, mas duram do início ao fim da presa”, acrescentou Henriques.

Em relação à redução de custos, por um lado é o resultado da otimização do material com o uso de menos água ou menos cimento, ou ambos. Ao mesmo tempo, a melhoria estrutural traz outra vantagem econômica e técnica: um bom uso de aditivos proporciona maior vida útil às estruturas, de forma que as economias sejam percebidas no curto e no longo prazo.

Desta forma, o uso adequado de aditivos para prolongar a vida útil da estrutura reduzirá o número de intervenções ou reparos.

Com isso, a missão de aumentar a resistência do material ao mesmo tempo em que minimiza suas fragilidades é cumprida, tornando-se não apenas uma vantagem competitiva, mas também sustentável para as obras de construção civil da região.

Baixa permeabilidade
Existem vários aditivos que melhoram o asfalto nas ruas. Para isso, são necessários aditivos para evitar a ocorrência de trincas.

Com superplastificantes ou hiperplastificantes, é possível realizar concretos impermeabilizantes, pois esses tipos de aditivos reduzem a quantidade de água necessária para a mistura. Este tipo de concreto pouco permeável também é possível com cristalizadores à base de silicatos ou polímeros acrílicos.

Outro exemplo é o concreto celular, que é fabricado com um aditivo surfactante que incorpora ar à solução, tornando-a mais leve e com isolamento térmico e acústico.

Outras aplicações em particular

O uso de aditivos permite aplicações que seriam inviáveis ​​pela mistura convencional. Uma aplicação interessante é o concreto projetado, muito utilizado em construções subterrâneas, com secagem rápida, facilitando a aderência e dispensando o uso de moldes para contenção da vedação.

Estes tipos de aditivos podem ser cloretos de cálcio, formatos, trietanolaminas, silicatos e carbonatos, que aceleram o tempo de desenvolvimento de resistência do material e de pega. Estão disponíveis em formato líquido ou seco. Segundo os próprios especialistas, o concreto projetado costuma usar aditivos líquidos.

Outra aplicação interessante é o concreto submerso, que precisa ser totalmente à prova d’água para não se estragar. Este formato é freqüentemente usado em paredes, canos e estruturas de contenção, como barragens ou portos. Especificamente, para essas aplicações, são utilizados aditivos poliméricos de celulose, anti-segregantes, superplastificantes e redutores de água. Esses compostos proporcionam maior coesão ao concreto, evitando a dispersão dos grãos em contato com a água.

Kryton vem trabalhando na melhoria da estrutura e na impermeabilização do concreto há anos. Recentemente, eles introduziram a tecnologia Hard-Cem, que oferece até seis vezes mais resistência à abrasão e à erosão. Essa tecnologia é ideal para pisos industriais, rodovias e outras aplicações.

De acordo com Kryton, a próxima geração de tecnologia de concreto inteligente está focada em dispositivos de detecção e monitoramento, que fornecem informações importantes sobre a estrutura enquanto ela está sendo construída e, em seguida, ao longo de sua vida útil.

Já a MC-Bauchemie possui uma linha de superplastificantes à base de éteres policarboxilato (PCE), projetados para concretos de alta resistência com baixo teor de água e cimento.

Esse tipo de aditivo favorece a movimentação das partículas, proporcionando plasticidade em relação aos superplastificantes de naftaleno ou melamina. Com esses produtos, o acabamento final é aprimorado.

Ressalta-se que a MC afirma ter tecnologia e produção próprias para sintetizar qualquer tipo de éter policarboxílico em escala. “Somente a MC pode fazer superplastificantes personalizados, mesmo para as aplicações de concreto mais desafiadoras, combinados com suporte técnico e logística de abastecimento”, afirmam.

A mundialmente conhecida BASF oferece suas aplicações para asfalto, onde existem aditivos que são aplicados em diferentes temperaturas. A mistura de cascalho e areia, por exemplo, requer aquecimento antes da aplicação. O asfalto misturado a quente atinge 180 graus antes de ser levado ao local de trabalho. Esses tipos de acabamentos são extremamente úteis para aplicações de pavimentação em larga escala, pois aumentam a durabilidade, flexibilidade e maleabilidade da estrutura, permitindo a contração e expansão da via sem rachaduras ou danos.

O concreto celular é fabricado com aditivo surfactante que incorpora ar à solução, tornando-a mais leve e com isolamento térmico e acústico.
REVISTA
BOLETIM
Entregue diretamente na sua caixa de entrada, o Informativo Semanal da Construção traz a seleção das últimas notícias, lançamentos de produtos, reportagens e muito mais informações sobre o setor de infraestrutura na América Latina e no mundo.
Reportagens
Mills: O projeto ideal
Há quase 7 décadas, a pioneira na locação de equipamentos para a execução de trabalhos em altura, com a maior frota de PEMT da América Latina, se supera dia a dia, em busca de inovação e diferencial no que se refere à qualidade e entrega.
Indústria de locação sem papel
Como avançar em direção a uma indústria sem papel?
Entrevista com Inform: América Latina Artificial
A inteligência artificial está tomando cada vez mais o centro das atenções na região, e novos jogadores estão entrando na arena.
CONECTAR-SE COM A EQUIPE
Cristian Peters
Cristián Peters Editor Tel: +56 977987493 E-mail: cristián.peters@khl.com
Wil Holloway Gerente de vendasr Tel: +1 312 9292563 E-mail: wil.holloway@khl.com
CONECTAR-SE COM A MÍDIA SOCIAL