Produção brasileira de aço bruto tem queda de 2,2% até maio

By Luciana Guimaraes23 June 2022

A produção brasileira de aço bruto foi de 14,5 milhões de toneladas no acumulado de janeiro a maio de 2022, o que representa uma queda de 2,2% frente ao mesmo período do ano anterior. A produção de laminados no mesmo período foi de 10,1 milhões de toneladas, redução de 8,5% em relação ao registrado no mesmo acumulado de 2021. A produção de semiacabados para vendas totalizou 3,6 milhões de toneladas de janeiro a maio de 2022, um acréscimo de 7,2% na mesma base de comparação.

Vendas internas recuaram 13,4% frente ao apurado em maio de 2021. Foto: ICIA

As vendas internas foram de 8,5 milhões de toneladas de janeiro a maio de 2022, o que representa uma retração de 14,7% quando comparada com o apurado em igual período do ano anterior.

O consumo aparente nacional de produtos siderúrgicos foi de 9,8 milhões de toneladas no acumulado até maio de 2022. Este resultado representa uma queda de 14,6% frente ao registrado no mesmo período de 2021.

As importações alcançaram 1,3 milhão toneladas no acumulado até maio de 2022, uma redução de 32,1% frente ao mesmo período do ano anterior. Em valor, as importações atingiram US$ 2,0 bilhões e avançaram 9,5% no mesmo período de comparação.

As exportações de janeiro a maio de 2022 atingiram 5,6 milhões de toneladas, ou US$ 4,8 bilhões. Esses valores representam, respectivamente, aumento de 32,4% e 57,9% na comparação com o mesmo período de 2021.

Dados de maio de 2022

Em maio de 2022 a produção brasileira de aço bruto foi de 3,0 milhões de toneladas, uma queda de 4,9% frente ao apurado no mesmo mês de 2021. Já a produção de laminados foi de 2,0 milhões de toneladas, 17,5% inferior à registrada em maio de 2021. A produção de semiacabados para vendas foi de 644 mil toneladas, uma queda de 19,2% em relação ao ocorrido no mesmo mês de 2021.

As vendas internas recuaram 13,4% frente ao apurado em maio de 2021 e atingiram 1,8 milhão de toneladas. O consumo aparente de produtos siderúrgicos foi de 2,1 milhões de toneladas, 15,7% inferior ao apurado no mesmo período de 2021.

As exportações de maio foram de 1,1 milhão de toneladas, ou US$ 1,0 bilhão, o que resultou em aumento de 43,0% e 64,8%, respectivamente, na comparação com o ocorrido no mesmo mês de 2021.

As importações de maio de 2022 foram de 276 mil toneladas e US$ 429 milhões, uma queda de 49,9% em quantum e 12,1% em valor na comparação com o registrado em maio de 2021.

REVISTA
BOLETIM
Entregue diretamente na sua caixa de entrada, o Informativo Semanal da Construção traz a seleção das últimas notícias, lançamentos de produtos, reportagens e muito mais informações sobre o setor de infraestrutura na América Latina e no mundo.
Reportagens
Por que é essencial digitalizar o setor da construção mexicana?
Coluna de Luis Herrera, chefe de vendas para a América Latina e Espanha, Procore
A magnitude e fomento do conceito ESG e da sustentabilidade
O que antes era tendência, agora é realidade. Considerando os indicadores dos três pilares (meio ambiente, social e governança corporativa), e a inerente preocupação - devida – das empresas, não há como negar que estratégias ESG trazem diversos benefícios para a percepção de valor, real, das companhias.
Compactação: declives suaves
Características excepcionais para um embalador de rolos seguro e eficiente
CONECTAR-SE COM A EQUIPE
Cristian Peters
Cristián Peters Editor Tel: +56 977987493 E-mail: cristián.peters@khl.com
Wil Holloway Gerente de vendasr Tel: +1 312 9292563 E-mail: wil.holloway@khl.com
CONECTAR-SE COM A MÍDIA SOCIAL