Fortalecendo a América Latina

By Cristián Peters03 June 2011

LiuGong se fotalece en América Latina

LiuGong se fotalece en América Latina

Um crescimento sustentável e em uma porcentagem de duplo dígito é o que tem experimentado a empresa de origem chinesa LiuGong nos últimos anos. A companhia vendeu, durante 2010, um total de 56.424 equipamentos, alcançando cifras de mais de 2,3 bilhões de dólares, 55,7% acima dos 1,4 bilhões de dólares obtidos em 2009, gerando montantes que ultrapassaram os 280 milhões de dólares, 85,5% mais que no ano anterior.

Durante os últimos cinco anos, a empresa experimentou um crescimento médio anual nos volumes de vendas de 30%, passando de 699,9 milhões em 2006 para 2,3 bilhões no ano passado, e segundo explica o presidente da LiuGong North America, Jim Donoghue, em entrevista para a revista Construção Latino-Americana, "hoje a empresa é 20 vezes maior do que era há dez anos".

Com uma participação de 15% no mercado mundial de carregadeiras sobre rodas, a empresa asiática está, hoje em dia, dentro dos 15 principais fabricantes de equipamentos de construção a nível global, com mais de 13 mil funcionários (incluindo a 750 engenheiros dedicados à pesquisa e desenvolvimento) e uma produção que ultrapassa os 60 mil equipamentos por ano, oferecendo assim uma linha completa de 12 produtos, entre os quais estão carregadeiras sobre rodas, retroescavadeiras, mini carregadeiras, compactadoras, escavadeiras, niveladoras, guindastes e pavimentadoras, entre outras máquinas. A meta da LiuGong é estar entre as dez principais empresas do ramo em 2015, um objetivo bastante provável considerando-se que a companhia avançou à atual posição partindo do número 26 em 2008.

Apesar de que a empresa conta com uma forte presença no mercado chinês, sua internacionalização foi se tornando cada vez mais evidente. Durante 2010, a companhia vendeu 5.530 máquinas fora da China, o que implicou um crescimento de 47% com relação às unidades vendidas em 2009 e representa 9,8% do mercado total. Para este ano, a empresa espera duplicar essas cifras e vender mais de 10 mil equipamentos em mercados estrangeiros.

Latinoamérica

Como resultado da visão global, a LiuGong tem para a América Latina metas muito ambiciosas. O mercado latino-americano é um dos principais destinos para a empresa -junto com o sudeste asiático- e essa foi a razão para que, em 2008, a companhia decidisse desembarcar com uma subsidiária regional, a LiuGong Latin América, localizada em Belo Horizonte, Brasil, seguindo também a filosofia de sempre de estar cada vez mais perto de seus distribuidores.

A filial, que conta com mais de 20 funcionários, foi estabelecida pelo próprio Jim Donoghue e hoje está a cargo de Fernando Mascarenhas, atual presidente para a América Latina. Esta sede conta com profissionais especializados em produtos, pessoal de vendas, engenheiros, logística e outras divisões de administração, finanças e apoio aos distribuidores concessionários. Atualmente, a LiuGong Latin America tem um acordo de fornecimento de peças de reposição para garantir um serviço rápido no mercado da América Latina.

"Temos uma equipe forte no Brasil. Além disso, temos um vendedor regional na Colômbia, que vê os mercados da Colômbia, Peru, Equador, Venezuela, outro em México e América Central, e um terceiro executivo, que desde a China está observando Argentina, Uruguai e Paraguai", indica Mascarenhas, quem destaca que a LiuGong está em processo de estudo para a abertura de uma companhia no México, como subsidiária do Brasil. Donoghue explica que esta é uma necessidade devido ao idioma. "A maioria da região fala espanhol e é importante contar com o idioma. Há também outras razões de negócios, como a que o México é o segundo maior mercado, depois do Brasil".

Hoje a companhia tem mais de 14 distribuidores na região, na Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, Equador, México, Panamá, Paraguai, Peru e Venezuela (ver quadro)

A América Latina é um mercado-chave para este fabricante, não só pela importância atual, senão também pelas possibilidades de crescimento e é por isso que o suporte por parte da China é permanente. "Temos um grande papel para a companhia na América Latina, onde nossos resultados estão crescendo com muita força. No ano passado, as vendas cresceram 95% com relação ao ano anterior", destaca o executivo.

Para um futuro próximo, as projeções são também otimistas e, segundo acredita Donoghue, "nos próximos cinco anos poderíamos crescer, em média, 30% ao ano".

E ainda há espaço para crescer mais. "Vendemos mais de mil máquinas na América Latina e mesmo que nossa participação de mercado não é tão grande ainda, possuímos as habilidades necessárias e sabemos que o crescimento na região nos oferece muitas oportunidades para seguir crescendo. Em alguns lugares já temos uma alta presença, mais de 10% de participação de mercado, especialmente em alguns estados do Brasil, talvez aí não cresceremos com tanta força, mas existem outros países, como México, onde temos um longo caminho por percorrer", garante o executivo.

Fábrica

A LiuGong foi a primeira empresa chinesa a ter uma fábrica fora do país por meio de uma instalação na Índia. Atualmente, a companhia está finalizando a aquisição da divisão de Equipamento para a Construção da HSW (Huta Stalowa Wola) e sua filial de distribuição, Dressta Co, com o que obterá capacidade de fabricação na Europa, (em Podkarpackie, Polônia), assim como tecnologias que complementaram sua linha de máquinas.

Da mesma forma, com HSW Dressta, a LiuGong possuirá uma marca de alta qualidade com uma linha forte de escavadeiras complementária a seus produtos.

Finalmente a Liugong, também está estudando a instalação de uma nova fábrica no Brasil, referente à qual estão sendo feitos estudos de viabilidade para determinar sua necessidade real.

Ao redor do mundo

A empresa possui uma rede mundial de rápido crescimento com 117 distribuidores nos seis continentes, divididos em 77 países com mais de 883 concessionários. A LiuGong tem nove filiais no mundo, cada um com depósito para peças de reposição, serviços, peças e assistência técnica.

Os concessionários da empresa na América Latina são: ZMG, na Argentina; Diesel Santa Cruz, na Bolívia; BH Maquinas y SOMA Tratores, no Brasil; Multimaq, no Chile; Neumática del Caribe, na Colômbia; Montacargas Odio, em Costa Rica; IN DI GI S.A., no Equador; Ammex e Valero, no México; Motores y Equipos, no Panamá; Target International Trading, no Paraguai; Steel Industry SAC, no Peru; y GAR International, na Venezuela.

REVISTA
BOLETIM
Entregue diretamente na sua caixa de entrada, o Informativo Semanal da Construção traz a seleção das últimas notícias, lançamentos de produtos, reportagens e muito mais informações sobre o setor de infraestrutura na América Latina e no mundo.
Reportagens
Um ponto fora da curva…
O Brasil, na contramão de muitos países que se viram seriamente afetados pela crise sanitária mundial, se estabelece dia após dia como potência econômica no que tange a indústria e tal propensão se fortalece com o número de obras que se difundem por todo território nacional.
Energia do futuro
Como grupos geradores e sistemas de armazenamento baseados em bateria podem substituir a energia a diesel.
Construção centro-americana
A pandemia e economias fortemente dependentes tornam a recuperação desta região mais complexa.
CONECTAR-SE COM A EQUIPE
Cristian Peters
Cristián Peters Editor Tel: +56 977987493 E-mail: cristián.peters@khl.com
Wil Holloway Gerente de vendasr Tel: +1 312 9292563 E-mail: wil.holloway@khl.com
CONECTAR-SE COM A MÍDIA SOCIAL