A Transportes Montejo se especializa no transporte de equipamentos de mineração.

Liebherr

Desde que a companhia colombiana Transportes Montejo foi fundada por Hernán Montejo, em 1953, ela tem experimentado um crescimento contínuo, se convertendo em um operador especializado no segmento de logística internacional. Com instalações na Colômbia, Venezuela, Peru, Panamá e Estados Unidos, a companhia está hoje no 22º lugar na lista das 50 melhores companhias de transporte pesado e especializado do mundo, segundo o ranking da revista International Cranes and Specialized Transport.

Trabalhos

A empresa vem realizando significativos transportes de equipamentos pesados, com destaque para o movimento de duas escavadeiras de 800 e 1.200 toneladas. Um destes traslados, realizado há alguns anos, correspondia a uma escavadeira hidráulica Komatsu PC 8000, de 800 toneladas, que foi transportada por mais de 25 quilômetros em terrenos de alta complexidade, desde a mina Pribbenow até a mina El Descanso, ambas da companhia Drummond. Em vista do seu grande tamanho, foi utilizada uma rampa extra forte pra carregar a escavadeira com uma combinação autopropelida de módulos Goldhofer PST/SL e THP/SL, em uma configuração de 16 linhas de dupla largura (paralelas) com um total de 256 pneus, que levou a escavadeira para a sua nova localização operacional. A operação demandou três dias para a armação e colocação da pá sobre o equipamento modular e mais dois dias para o transporte e descarga. Segundo explica Fernando Montejo, CEO da empresa, os principais desafios da operação foram que “era a primeira vez que se realizava o transporte de um destes equipamentos com este método na Colômbia. Era necessário conseguir a configuração exata do equipamento modular e o embarque do equipamento sobre a plataforma”.

Um transporte tão desafiador quanto este foi o da escavadeira de mineração P&H 2800 XPC, de 1.200 toneladas, realizado em 2017. O equipamento, propriedade da mina Cerrejón, devia percorrer 32 quilômetros e passar por duas montanhas, cada uma com um gradiente de 5%, atém de atravessar a ponte Doña Raque, de 30 metros de comprimento.

Para isto, a Transportes Montejo utilizou três filas de 16 linhas em paralelo, completando um total de 48 linhas PST/SL e THP/SL com 384 pneus. A companhia também precisou de dois PowerPacks de 360 kW e três cavalos mecânicos Kenworth 6x6. “O planejamento da operação por si só levou cinco dias, com outros quatro dias necessários para executar o transporte”, explica Montejo. “Os equipamentos Goldhofer se caracterizam por sua fácil configuração e montagem, além de nos trazer confiança ao realizar transportes especiais tendo um excelente manejo e desempenho na complicada geografia colombiana.Também contamos com o apoio técnico da companhia, tanto capacitando nosso pessoal operacional, quanto na assessoria e aprovação de movimentos especiais e de maior complexidade”, finaliza o executivo. Vale destacar que atualmente a Transportes Montejo está realizando o transporte de 28 caminhões de mineração Liebherr para a Minera Panamá.