A estrutura, de US$ 85 milhões, faz parte do projeto Mina Justa.

Graña y Montero (GYM) assinou com Marcobre, empresa controlada pela Minsur (subsidiária do Grupo Breca), o início das obras de construção da planta de óxidos do projeto Mina Justa, localizado no departamento de Ica, no Peru. Nessa linha, desde a GyM especificaram que o valor do contrato é de US$ 85 milhões; onde a fase de construção da planta levará quase dois anos (21 meses).

GYM

Um comunicado da empresa informou que a construção da planta de óxidos, inclui também as obras civis associadas à infraestrutura, além do desenvolvimento de 15 poços de concreto associados e desenvolvimento e a montagem eletromecânica da obra.

Assim, o Grupo Graña y Montero celebrou a sua participação no segundo maior projeto de execução de mineração do Peru: “Isso reflete a confiança dos nossos clientes na qualidade dos nossos serviços e no valor agregado que podemos dar a seus projetos , reforçando, por sua vez, o portfólio de projetos a serem executados pela empresa nas atividades de engenharia e construção ”, afirmou.

Temas