peri-sells-first-3d-construction-printer-02-peri-300cmyk

A Peri, conhecida especialista em formas para concretagem e andaimes, adquiriu em 2018 uma participação na empresa dinamarquesa Cobod, de tecnologia de impressão 3D (manufatura aditiva).

Dois anos depois, a primeira impressora BOD2 foi adquirida pela empresa Röser, que vai usá-la para pré-fabricar elementos de concreto em sua nova planta de Laupheim, sul da Alemanha.

A BOD2 é uma impressora de pórtico, com cabeça de impressão que pode ser movida em três eixos sobre um marco de metal. O tamanho e o design da impressora eliminam a necessidade de uma relocalização frequente, e portanto, de recalibração.

A máquina tem velocidade de impressão de 1 metro por segundo, e é a mais rápida do mundo, segundo a Peri.

Quando estiver instalada na unidade da Röser, vai requerer apenas um par de operadores para monitorar a impressão dos pré-fabricados de concreto.

peri-sells-first-3d-construction-printer-01-peri-300cmyk

“Neste momento, várias universidades e empresas estão trabalhando no desenvolvimento e industrialização desta tecnologia para vários segmentos de mercado, como por exemplo a construção residencial. A equipe de impressão de construção da Peri está trabalhando sem descanso neste tema, e temos certeza de que poderemos contar mais histórias de sucesso em breve. Vender a primeira impressora de construção 3D ao nosso cliente Röser é um primeiro passo importante para a Peri”, disse Thomas Imbacher, diretor gerente de Inovação e Marketing do Peri Group.

Por sua vez, Maximilian Röser, sócio da empresa compradora da tecnologia, afirmou que “monitoramos o desenvolvimento e o potencial das impressoras de construção 3D em várias indústrias, e estamos convencidos de que também terão um papel importante a desempenhar no pré-fabricado de concreto, a longo prazo. A Röser sempre foi uma empresa muito inovadora e aberta a novas ideias. Por esta razão, embarcamos nesta empreitada de continuar desenvolvendo e promovendo a tecnologia de impressão de construção 3D, com a Peri como nosso associado”.