Foram investidos US$ 78 milhões neste projeto, que mudará a logística comercial do centro do país.

Tren colombia

A Agência Nacional de Infraestrutura da Colômbia (ANI) inaugurou uma ferrovia de 522 km entre Chiriguaná e La Dorada. Este corredor é uma aresta estratégica para a mobilização de carga do centro do país aos portos do norte. O investimento do projeto superou os US$ 78 milhões e em sua primeira atuação transportou 700 toneladas de aço e cimento.

O trem de teste foi liderado pela ANI e o Consórcio Ibines Férreo, com o apoio do operador de carga Trencar. A ferrovia transportou o material das empresas GyJ e Ultracem, produtos que vinham inicialmente em caminhões de Barranquilla; e uma vez concluída a viagem a carga foi distribuída a cidades como Ibagué e Bogotá, capital do país.

“Aqui temos um exemplo do êxito do transporte multimodal. Nisto temos que apostar na Colômbia, junto com a consolidação dos centros logísticos, das autoestradas de quarta geração, da modernização dos portos e também a recuperação da navegabilidade do rio Magdalena”, destacou Dmitri Zaninovich, presidente da ANI.

A viagem de testes demonstrou que as ferrovias estão completamente prontas para uso, e agora o objetivo é abrir uma operação permanente de carga. O percurso durou cerca de 20 horas e atravessou os departamentos de Cesar, Santander, Antioquia e Caldas.