Material é ecologicamente correto e melhora grau de proteção contra incêndios.

O colchão Radicular (CR) é uma fibra à base de raízes obtidas de grãos de aveia, desenvolvida por dois chilenos para ser uma alternativa confiável e sustentável para a indústria da construção. A ideia é que ele seja usado como isolante térmico.

O CR não utiliza derivados de petróleo ou outros sintéticos para sua elaboração. Sua verificação de durabilidade envolveu testes com o Corpo de Bombeiros da cidade chilena de Los Angeles, no sul do país.

Há sete anos, os chilenos Roberto García e Rodrigo Cancino começaram a elaborar o CR com milhares de raízes que se entrecruzam entre si, formando uma grande rede. Depois de estudar as propriedades da aveia, determinaram que este seria um material viável para o isolamento térmico e também acústico. De acordo com a instituição apoiadora Fundación Imagen de Chile, “este processo de cultivo não demanda maquinário e demora no máximo 15 dias para entrar em condição de uso, pelo que a pegada de carbono diminui muito e o gasto de água é mínimo”.

Rodrigo Cancino afirmou que “o isopor (poliestireno expandido) se queima em três segundos, a fibra de vidro em 15 segundos, o poliuretano em um minuto e a madeira em 20 minutos. O Colchão Radicular queima em uma hora”

O CR está patenteado no Chile, nos Estados Unidos e na União Europeia. O próximo passo será introduzi-lo no mercado internacional sob a marca da empresa Rootman, especializada na fabricação de insumos naturais.