Iniciativa é da empresa Copec, que importa combustíveis para consumo no país.

TERMINAL COPEC

Um projeto recém ingressado ao sistema de licenciamento ambiental do Chile prevê um investimento de US$ 123 milhões na construção de um porto para recepção, armazenamento e distribuição de combustíveis, a ser produzido pela empresa chilena Copec.

O Terminal de Productos Pacífico ficará na localidade de Coronel, região de Bío Bío, ao sul do Chile. O projeto consiste na construção e operação de dois terminais portuários e de um conjunto de tanques de armazenamento e despacho de combustíveis líquidos, tais como gasolina, diesel, querosene e outros.

Segundo a empresa, o projeto nasce da necessidade de haver maior autonomia na zona sul do Chile. Um total de 17 tanques serão instalados, com capacidade de 190 mil metros cúbicos cada. Além disso, tanques de apoio, mesas de carga para caminhões, dutos e tubulações para transporte dos petroquímicos estão previstos, além também de obras civis de estruturas administrativas.

Para navios de toneladas de registro bruto maiores a 75 mil, o comprimento máximo aceito nos terminais será de 249,9 metros. Para aqueles com toneladas de registro bruto abaixo de 15 mil, o comprimento máximo será de 88,1 metros. O terminal será em ilha, sem conexão à costa por pontes ou deques, ou seja, demandará navegação para acessar.