É parte do Plano Belgrano para o norte do país. Intenção é ter 1,8 mil km em funcionamento até 2020. 

belgrano

Em cerimônia liderada pelo presidente argentino Mauricio Macri, inaugurou-se o primeiro trecho de 500 quilômetros, de um total de 1,8 mil, do sistema ferroviário Belgrano Cargas. A totalidade das obras tem conclusão prevista para 2020. Funcionando completamente, o sistema diminuirá o tempo de transporte de cargas de 18 para apenas dois dias.

Mesmo que apenas 500 km estejam em funcionamento agora, o tempo de transporte já caiu para oito dias. E as toneladas transportadas subiram, de 400 mil por ano para cerca de 800 mil por ano.

Quando estiver em pleno funcionamento, o sistema Belgrano Cargas transportará por ano 1,6 milhão de toneladas, tomando só dois dias para cada trajeto. “Estes primeiros 500 quilômetros são uma amostra da recuperação histórica que estamos fazendo de nossos trens de carga, para que os produtos das províncias cheguem ao porto, e daí para o mundo, com menos custos de transporte e em menor tempo. A renovação das ferrovias traz oportunidades de crescimento para as regiões e gera milhares de empregos. É um aporte fundamental ao desenvolvimento que o Plano Belgrano busca produzir nas localidades do norte argentino, que cresce junto com o trem”, discursou o ministro dos transportes da Argentina, Guillermo Dietrich.

Na cerimônia, o presidente Macri afirmou que “já batemos o recorde de transporte de produção dos moradores do chaco e do norte para o resto do país e para o mundo. Foram mais de 800 mil toneladas em um semestre”.