A Bauer já tem mais de uma década com presença direta na região, através de sua sede no Panamá.

Metro line 1 panama chica

Na Linha 1 do Panamá foram usados dois equipamentos de corte de trincheira Bauer BC 40 e duas plataformas de perfuração rotacionais BG 28.

A América Latina é um mercado em crescimento que requer um investimento cada vez maior em infraestrutura rodoviária, de portos, aeroportos e abastecimento de energía, com projetos cada vez mais complexos e que se sustentam em tecnologías cada vez mais avançadas.

Com este contexto em mente, a Bauer Spezialtiefbau começou a operar na América Latina há cerca de 20 anos a partir de sua sede em Schrobenhausen, Alemanha, para finalmente em 2006 iniciar atividades como Bauer Fundaciones Panamá SA, e assim fortalecer mais seus laços com a região.

No início, a companhia tinha apenas dois empregados e uma plataforma de perfuração BG-22. Com o tempo, o escritorio foi crescendo e se estabeleceu como uma sede local, com oficina, no Panamá. Dali saem serviços para Costa Rica, República Dominicana, Colômbia e projetos no Equador e outros lugares.

Atualmente, a Bauer conta com oito plataformas de perfuração de grande diámetro, considerando entre elas uma BG39/40, máquinas para a construção de paredes diafragma e melhoramento de solos, assim como plataformas de perfuração menores, para trabalhos de ancoragem disponíveis diretamente na região, e empregou cerca de 350 pessoas nos últimos anos.

Projetos

Ao longo dos últimos dez anos, a Bauer executou uma grande quantidade de fundações e cimentações para uma variedade de projetos, e neste artigo a empresa repassa duas das principais iniciativas nas quais esteve envolvida.

Linhas 1 e 2 do metrô do Panamá

BAUER Fundaciones Panamá S.A. foi contratada pelo Consorcio Línea Uno (FCC e Odebrecht) para a construção de paredes diafragma de quatro estações subterrâneas e para executar as paredes secantes para vários poços de emergência e acessos. Neste projeto, se utilizaram dois equipamentos de corte de trincheira Bauer BC 40, e duas plataformas de perfuração rotacionais BG 28, à parte guinastes e outros equipamentos auxiliares.

Depois da finalização bem-sucedida da Linha 1, o mesmo grupo de empresas esteve a cargo da Linha 2. No final de 2015, a Bauer foi contratada para a execução de 770 dos 1 mil pilares de fundação para a construção da linha elevada (serviço que terminou em janeiro deste ano). Para agilizar as perfurações de até 2,25 metros de diâmetro e 40 metros de profundidade, a Bauer operou três plataformas de perfuração de grande diâmetro (BG 40, BG 39 e BG 28).

Terminal Moín. Em maio do ano passado, a Bauer concluiu as principais obras para a melhora do solo do terminal de contêineres Moín, na Costa Rica, que recentemente se viu submetido a uma grande ampliação por parte do consórcio holandês Van Oord-BAM Ltda, que previa um pátio de contêineres de 40 hectares com uma plataforma de molhe de 650 metros de comprimento.

O contrato da Bauer para este projeto incluiu a instalação de 180 mil metros de colunas de pedra mediante método vibratório de alimentação até uma profundidade máxima de 24 metros e 330 mil m3 de painéis de cimento para a mescla profunda de solos até iguais profundidades. Além disso, os 3 metros superiores do pátio de contêineres tiveram que ser adensados por meio de compactação de impacto de alta energia.

Para estes trabalhos, a empresa utilizou duas unidades vibratórias, uma unidade para a mescla profunda do solo e um rolo de impacto de alta energia.