A província de Santa Fe, na Argentina, fará investimentos de cerca de US$ 530 milhões em obras rodoviárias. A proposta, que faz parte da gestão do governador Miguel Lifschitz, é um plano rodoviário que será executado com fundos próprios do governo provincial e abrange a construção de caminhos e cerca de 2.400 quilômetros em reformas. Adicionalmente, existem 250 quilômetros de ripiado de algumas localidades para garantir bons acessos com qualquer clima.

O projeto abrange grande parte dos 4 mil quilômetros das rodovias pavimentadas de Santa Fe. O ministro de Infraestrutura e Transporte, José Garibay, explicou que, no começo de sua gestão, “o governador Lifschitz nos propôs um forte investimento em infraestrutura e foi nesse sentido que avançamos. As obras rodoviárias, ao otimizar a transportabilidade, melhorará a competividade e o setor produtivo”.

Uma das obras de repavimentação mais importantes é a Rodovia Rosario-Santa Fe. Depois de 24 anos de concessão privada, o governo provincial decidiu estatizar novamente a rodovia Brigadier López, que atravessa cinco departamentos, para potenciá-la, nacional e regionalmente. Os 170 quilômetros de rodovia estão sendo reformados em três frentes de obras, só essa parte do projeto demanda um investimento de US$ 66 milhões.