Construção mexicana continua parada

25 November 2020

mexico

A produção das empresas construtoras mexicanas registrou um discreto aumento de 0,2% em setembro na comparação com o mês anterior, em números já dessazonalizados, de acordo com o Instituto Nacional de Estatísticas e Geografia do México.

O pessoal ocupado apresentou aumento de 0,1%, enquanto as horas trabalhadas caíram 0,8%, e as remunerações médias reais perderam 0,6% de valor.

Com isso, na comparação anual, o valor real produzido pelas empresas construtoras do país mostrou uma redução de 25,9%, a quantidade de pessoas trabalhando no setor caiu 19,8% e as horas trabalhadas retrocederam 20,9%. A remuneração média real cresceu 1,5% em setembro frente o mesmo mês de 2019.

O subsetor de obras de engenharia civil (relacionada com obra pública) continua sendo o que apresenta pior desempenho, com contração de 28,4%, sendo seguido por edificações, com perda de 23,7%, e os serviços especializados, com queda de 17,2%.

Desta forma, a pesquisa nacional sobre o setor reflete uma recuperação muito lenta do setor naquele país, o que pode ser explicado por um menor gasto público em obras e as precauções tomadas por parte das empresas.