Liebherr: equipamento com história

By Cristián Peters24 November 2020

Quase 60 anos depois de sua estreia, a Liebherr restaurou um dos protótipos de carregadeira de rodas dos primeiros anos do grupo empresarial, a LSL 1500. Este exemplar é a mais antiga carregadeira Liebherr ainda hoje conservada. A Liebherr investiu cerca de 650 horas de trabalho na restauração da máquina, que agora está em exibição na fábrica Liebherr Bischofshofen.

1

A LSL 1500 é a carregadeira de rodas mais antiga da Liebherr ainda existente.

“Quando desenvolvemos carregadeiras de rodas, nos ocupamos diariamente com as últimas tecnologias e tendências. Mas também respeitamos nossas raízes. E esta carregadeira de rodas mostra que a Liebherr está trazendo conceitos de máquinas inovadoras há seis décadas”, explica Martin Gschwend, diretor geral da fábrica Liebherr Bischofshofen e responsável pela distribuição mundial das carregadeiras de rodas da marca alemã.

Esta Liebherr LSL 1500 é o único exemplar ainda existente de uma série piloto de apenas cinco máquinas.

De sucata a peça de exibição

Depois de alguns anos em uma fábrica de agregados na zona de Biberach, a máquina chegou ao grupo empresarial Fried-Sped em Ummendorf em 1980, onde trabalhou por 20 anos. No início dos anos 2000, a Liebherr recuperou o protótipo e conservou a carregadeira até agora, quando a Liebherr-Werk Bischofshofen GmbH decidiu restaurá-la completamente. Os estragos do tempo, em particular a ferrugem e os danos provocados por gelo e neve, deixaram uma marca pesada.

O projeto começou na primavera de 2020 na fábrica Liebherr Bischofshofen. Os especialistas em carregadeiras renovaram cada parte individual da LSL 1500 até as menores peças. Para a equipe, a reforma significou muito mais do que apenas nostalgia. “Vários aprendizes trabalharam na restauração. Para eles, foi uma oportunidade única de observar e compreender a tecnologia de épocas anteriores”, afirmou Andreas Scharler, que foi diretor do centro de recuperação por muitos anos.

Em muitas ocasiões, foram requeridas habilidades técnicas e talento para a improvisação. “Quando o motor diesel dá partida, a voltagem de funcionamento muda repentinamente de 12 para 24 volts. Primeiro tivemos que analisar este processo corretamente para poder iniciar o equipamento sem problemas. Foi um momento esplêndido quando escutamos o potente motor diesel de seis cilindros pela primeira vez”, diz Scharler.

Um pedaço da história

2

A LSL 1500 em uma pedreira no início dos anos 60.

Na década de 1950, a Liebherr já estava experimentando carregadeiras de rodas, um tipo de máquina que naquele momento dava seus primeiros passos, ainda pouco desenvolvida. Os dois primeiros protótipos, que na época foram apelidados de “Elephant” e “Mammoth”, ainda precisavam fazer frente a um maior desgaste dos pneus e uma tração modesta.

Já no início da década de 1960, a Liebherr conseguiu criar um protótipo confiável da carregadeira LSL 1500, com peso de cerca de dez toneladas e 108 cavalos de potência. A Liebherr produziu uma série piloto com cinco unidades. A LSL 1500 tinha um bastidor rígido e uma direção nas rodas traseiras com suporte hidráulico que para a época era um luxo. A transmissão de carga foi conseguida através de um conversor de par e uma tração nas quatro rodas, que opcionalmente podem se desconectar.

A nova cinemática proporcionou uma altura de descarga de cerca de três metros, e permitiu o uso com veículos de obra com maiores alturas laterais. Para quando houvesse mal tempo, foi colocada uma cobertura para todo tipo de clima.