Brasil licitará 44 projetos em 2020

By Cristián Peters17 December 2019

La carretera Nova Dutra está en los planes de concesiones de 2020.

La carretera Nova Dutra está en los planes de concesiones de 2020.

São 44 concessões de aeroportos, rodovias, portos e ferrovias as que o Brasil pretende licitar durante 2020, iniciativas de infraestrutura que demandariam investimentos de cerca de 101 bilhões de reais (pouco mais de US$24,6 bilhões).

A cifra representa onze vezes tudo o que o Governo arrecadou durante 2019 em concessões de infraestrutura, e 43% do plano de concessões do mandato de Bolsonaro até 2022, que supõe cerca de 231 bilhões de reais (cerca de US$56,3 bilhões).

Repartição:

Segundo os planos do Governo, em 2020 sete rodovias, que devem gerar 42,6 bilhões de reais (cerca de US$10,39 bilhões) em investimentos, serão entregues à iniciativa privada. Neste sentido, um dos investimentos mais importantes será o da rodovia Nova Dutra, que une São Paulo e o Rio de Janeiro, e que demandaria investimentos de 17 bilhões de reais (cerca de US$4,15 bilhões). “Será o grande projeto do ano que vem, junto com os 22 aeroportos que serão concedidos à iniciativa privada”, disse o ministro de Infraestrutura, Tarcísio de Freitas.

Os investimentos nesses 22 aeroportos, que serão licitados em dezembro do próximo ano, supõem 5 bilhões de reais (cerca de US$1,2 bilhão). Em 2021, os aeroportos brasileiros restantes que ainda tenham administração estatal, serão licitados.

Em relação ao setor portuário, pretende-se licitar nove terminais nos estados do Ceará, Bahia e Maranhão, no Nordeste, e São Paulo e Paraná, com quase 1 bilhão de reais em investimentos (US$245 milhões).

No setor ferroviário esperam-se investimentos por 52,8 bilhões de reais (US$12,88 bilhões) com duas novas vias de trem, que integrarão o oeste e este do país com a Ferrogrão, assim como quatro renovações de contrato antecipadas.